‘Batman v Superman’: Zack Snyder fala sobre o fim do filme e sobre Cyborg

O seguinte artigo contém informações, opiniões e dados do final do filme ‘Batman v Superman: A Origem da Justiça’ e da origem do personagem Cyborg no universo cinematográfico da DC Comics. Se você ainda não teve a chance de ver o filme, e prefere assisti-lo primeiro, recomendamos que você leia outro artigo do Cine + Comic e volte aqui quando tiver assistido.

ALERTA SPOILER CINEMAISCOMIC
‘Batman v Superman’ está prestes a comemorar sua primeira semana nos cinemas, e independentemente dos comentários e opiniões, uma coisa é clara: o fim não deixou ninguém indiferente. A morte de Superman talvez fosse esperada mais adiante, quando o universo cinematográfico da DC fosse mais desenvolvido ou talvez para a encerrá-lo. Por que então fazer isso agora na origem do universo? O que tinham em mente os criadores do filme? Em entrevista à Entertainment Weekly Zack Snyder falou sobre isso:

“Eu senti que eu tinha que matar o Superman no filme para que pudéssemos ser sério com toda a premissa do filme. E uma vez que digo isso não significa que ele se foi para sempre.

Eu queria que Bruce Wayne fosse o criador da Liga da Justiça. Eu sentia que com o Superman ao redor, não haveria uma conversa muito diferente quando fosse criada a equipe, certo? Seria como ‘Superman e eu queremos criar uma Liga da Justiça‘. Os outros heróis falariam algo como ‘Ok, ótimo, eu estou dentro!’. Eu simplesmente pensei que Bruce Wayne tendo que procurar estes sete samurais por si próprio seria uma premissa mais interessante. E eu pensei, sem o Superman, teria uma vulnerabilidade óbvia na equipe que teria de estar muito atenta, sabe? Superman representa o super poderoso. É o Michael Jordan dos heróis, e isso conto muito. Além disso, parte da razão pela qual este grupo se une é trazer de volta ao Superman.”

superman funeral

Zack Snyder também falou de como o grupo deve trazer de volta o Homem de Aço, e que isso significará para o kryptoniano:

“Ele estava muito próximo de morrer no espaço, e a razão fizemos isso foi para mostrar (e manter essa ideia na mente dos espectadores) que Superman pode estar muito perto da morte, mas o sol pode reanimá-lo. Porém, acho que desta vez ele terá de ter algo mais do que o sol para revivê-lo.

Eu acho que é uma viagem quase mitológica para Superman. Há o nascimento, a morte e a ressurreição. E quando o trouxermos de volta, quem sabe o que vai acontecer.”

superman bomba

Como quem viu o filme também já sabe, Zack Snyder incluiu muitos elementos que serviram, de forma rápida, para introduzir alguns personagens do futuro Liga da Justiça, que começará a ser filmado no início do próximo mês. Esses personagens eram Flash, Aquaman, Mulher-Maravilha e Cyborg, meta-humanos que estão entre as pessoas, mas elas não sabem de sua existência. Snyder falou deste último, em particular, sobre cena de seu nascimento nos laboratórios S.T.A.R. na frente do Dr. Silas Stone. Nessa cena aparece um dispositivo que tinha todas as chances de ser o que, finalmente, o diretor norte-americano confirmou a Entertainment Weekly, a Caixa de Materna:

“Aqui nós temos uma primeira visão da Caixa Materna. É realmente um nascimento agonizante. Minha intenção ao fazer isso era mostrar a verdadeira origem do Cyborg, porque eu acho que ele pode ter um papel muito importante na continuidade deste universo, e queria fazer uma apresentação digna. Eu queria que o público visse o que o personagem passou”.

As Caixas Maternas foram criadas por Jack Kirby na década de 70 para a sua saga ‘The Fourth World’. Estes aparelhos são supercomputadores alienígenas que funcionam quase que de forma mágica, manipulando o tempo, o espaço e a realidade. Estes aparelhos apagam-se a seus hospedeiros e dão a estes habilidades além do normal. Sem dúvida o filme de Snyder esconde mais detalhes e segredos do que podemos ver.

bvs lex diabo