The Vampire Diaries no decorrer de sua história criou uma grande mitologia para si, com vampiros, híbridos, bruxas e doppelgangers, a série cativou os fãs e trouxe para eles ótimas histórias, porém há alguns anos a série vem demonstrando desgaste, principalmente após a saída da atriz Nina Dobrev, uma das principais protagonistas.

Inicialmente The Vampire Diaries aparentava ser mais uma série sobre um triângulo amoroso, mas enganou-se quem pensou que a série se limitaria a isso, pouco a pouco, ela ganhou fôlego e na sua segunda temporada foi melhorando a cada episódio, primeiramente com a chegada da vilã Katherine (Nina Dobrev), uma vampira com os mesmos aspectos físicos da mocinha Elena (Nina Dobrev), porém extremamente inteligente e manipuladora, que tinha o objetivo de entregar Elena para o primeiro vampiro de todos, Klaus (Joseph Morgan), que a perseguia por mais de 500 anos.

Na terceira temporada a série focou na história dos vampiros originais (Klaus e sua família) que roubaram a cena e deixaram a narrativa mais envolvente ainda, transformados em vampiros há 1000 anos, eles só poderiam ser mortos pela estaca de carvalho branco, pois a estaca vem da árvore que sua mãe, a bruxa Esther utilizou no feitiço para transformá-los em vampiros.

A partir da quarta temporada a série começou a cair no marasmo, primeiramente devido ao grande foco que puseram no triângulo amoroso principal e na indecisão da mocinha sobre qual dos irmãos deveria ficar.

Na quinta temporada os originais saíram da série, pois devido ao sucesso ganhariam a sua própria série, The Originals, (que é ótima por sinal) e como muitos bons personagens já haviam morrido, em compensação sobraram muitos que não agregavam nenhum valor a trama, a série entrou em colapso.

Sera que chegou mesmo a hora do adeus à Mystic Falls

No final da sexta temporada a protagonista de série Nina Dobrev, que deu a vida a Elena, Katherine, Amara e Tatia (como uma participação especial na série dos originais) decidiu sair da série, sendo que de certo modo a história girava em torno dela.

A atual sétima temporada até tentou apresentar uma história interessante, mas a série a um tempo já demonstrava fraqueza em seu roteiro, muitas vezes repetindo elementos de histórias antigas, os dois protagonistas que sobraram se esforçaram ao máximo e duas personagens coadjuvantes ganharam mais destaque, apesar de ainda terem sobrados determinados personagens desnecessários que não trazem emoção e sagacidade a trama (sim Matt Donovan, estou falando de você). Porém a série perdeu seu brilho, não empolgou tanto assim o telespectador como nos seus anos de glória.

Os atores Ian Somerhalder e Kat Graham, que interpretam Damon e Bonnie respectivamente, anunciaram sua saída após a 8ª temporada, a produtora executiva Julie Plec deu a entender que a série continuaria, sendo Ian um dos dois protagonistas que sobraram e Kat uma das poucas coadjuvantes (junto com Candice King que interpreta Caroline) que dão ação e aquele toque de sentimentalismo necessário à série.

Espera-se que o canal CW (canal que exibe a série nos EUA) dê um final digno a essa série que durante sete anos trouxe emoção, alegria, raiva e tristeza a muitos fãs e não cogite a ideia de continuar essa história sem mais um protagonista, afinal quem acompanhou essa série por tanto tempo merece respeito.